terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Ex-presidente da Câmara de Cambuci é condenado por compra de votos nas eleições de 2016

Tadeu Lima Sardoux foi condenado a três anos e um mês de prisão em regime inicial aberto por crime eleitoral nas últimas eleições municipais

Tadeu Lima Sardoux - 

O ex-presidente da Câmara Municipal de Cambuci Tadeu Lima Sardoux foi condenado a três anos e um mês de prisão em regime inicial aberto por crime eleitoral nas últimas eleições municipais, em 2016. A prisão dele foi um pedido do Ministério Público Eleitoral (MPE), por meio da Promotoria Eleitoral, junto à 97ª Zona Eleitoral do estado. 

Tadeu foi condenado com base no artigo 299 do Código Eleitoral, que prevê punição para quem "dá, oferece, promete, solicita ou recebe, para si ou para outros, dinheiro, dádiva ou qualquer outra vantagem, para obter ou dar voto e para conseguir ou prometer abstenção, ainda que a oferta não seja aceita".
De acordo com a denúncia apresentada pela Promotoria Eleitoral, Tadeu, Ângela Maria Abreu e Lucas Pontes da Silva praticaram os crimes durante o pleito eleitoral no município do Noroeste Fluminense, em que Tadeu acabou derrotado na disputa pela Prefeitura de Cambuci. Os três foram condenados a penas privativas de liberdade, que foram substituídas por prestações pecuniárias e por prestações de serviços à comunidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário