sexta-feira, 7 de junho de 2019

São José de Ubá vai sediar neste sábado a Copa Brasil Sudeste de Judô


A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e sapatos
O Evento acontecerá na Quadra poliesportiva “Madureira” no parque das águas Almir Rodrigues Freire.
A abertura do evento está marcada para as 9 horas da manhã e contará com delegações de todo o Brasil.
Além das delegações o evento contará com a presença do Judoca Antônio Tenório tetracampeão paraolímpico no judô para deficiente visuais.
A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas em pé e área interna
Reprodução: Facebook
O Prefeito Marcionilio Botelho esteve com o judoca que confirmou presença em São José de Ubá, neste sábado dia 8 de junho às 9h da manhã, na Abertura da Copa Brasil Sudeste de Judô.

Para o chefe do executivo Ubaense, a sua administração e a cidade terá o privilégio de mais uma vez ser anfitriã, esperamos a participação de atletas de todo o Brasil e de grandes nomes como o de ANTÔNIO TENÓRIO, o prefeito finalizou convidando todos os Ubaenses e amigos da região neste grande evento esportivo.
O evento é uma realização da Prefeitura Municipal de São José de Ubá – RJ.
Resultado de imagem para ANTÔNIO TENÓRIO
Gama.tv
Antônio Tenório da Silva é de São Bernardo do Campo, nascido em 24 de outubro de 1970 é um judoca brasileiro.
É tetracampeão paraolímpico no judô para deficiente visuais. Desde Atlanta, em 1996, Tenório ganha o ouro nas edições dos Jogos Paraolímpicos. Com a vitória em Pequim consagrou-se como o único atleta a obter quatro medalhas de ouro consecutivas no judô paraolímpico.
Também é campeão mundial, título conquistado em 2006, e acumula inúmeros campeonatos brasileiros. Suas vitórias mais recentes além da medalha em Pequim foram ouro no Parapan do Rio de Janeiro em 2007 e, em 2008, Tenório se consagrou campeão paulista master meio pesado no judô regular, em competição realizada em Valinhos, interior de São Paulo.
A deficiência veio aos treze anos, quando em uma brincadeira levou uma estilingada de semente de mamona no olho esquerdo, perdendo a visão deste olho. Seis anos depois, uma infecção tirou a visão do outro olho, deixando-o completamente cego.
Por Messias Lucas

Nenhum comentário:

Postar um comentário