segunda-feira, 8 de junho de 2020

Nove municípios do Norte e Noroeste possuem taxa de contaminação de Covid-19 superior ao Brasil

Nove municípios da região possuem taxa de proliferação do coronavírus maior do que a média nacional, segundo levantamento do Painel Covid-19 Norte e Noroeste Fluminense. A situação é mais preocupante nas duas menores cidades, Laje do Muriaé e São José de Ubá, com 7.355 e 7.171 habitantes, respectivamente. Porém, os números também causam alerta em Macaé. Com população de 256.672 pessoas, o indicador é igualmente maior do que os dados apresentados pelo país.

FOTO: DIVULGAÇÃO

Como o Ministério da Saúde deixou de atualizar os dados consolidados da Covid-19 nacionalmente, a base para o levantamento são os números divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), em comparação com os boletins publicados pelas secretarias municipais de Saúde. Também a título de comparação igualitária, o modelo utilizado para a amostragem leva em consideração a proporção de 10 mil habitantes, o que não influencia no resultado mesmo que o município possua uma população inferior.

De acordo com os dados do Conass divulgados neste domingo (7), o Brasil possui uma taxa de 32,4 casos de coronavírus para cada 10 mil habitantes. No entanto, o índice em Laje do Muriaé é três vezes maior e chega a 97,9 casos por 10 mil habitantes. Isso significa que a cada 102 pessoas na cidade, pelo menos uma está infectada. A prefeitura confirmou, também no domingo, 14 novos casos da doença, totalizando 72 pacientes diagnosticados, além de uma morte.


São José de Ubá, por sua vez, contabiliza três óbitos e 51 casos positivos. De acordo com o Painel Covid-19 Norte e Noroeste Fluminense, a taxa de contaminação é de 71,1 casos por 10 mil habitantes. A cada 140,6 pessoas, na média, uma já recebeu o diagnóstico para Covid-19 no município.

FOTO: DIVULGAÇÃO

No entanto, não são apenas nas pequenas cidades que os índices de contaminação estão bem acima da média nacional. Segundo maior município da região, Macaé tem a situação mais dramática em termos de números absolutos, com 1.262 infectados e 41 mortes, segundo boletim divulgado pela prefeitura no domingo. São 49,2 casos confirmados de coronavírus para cada 10 mil habitantes, o que representa um caso a cada 203 pessoas.

A título de comparação, Campos e Itaperuna - com 507.548 e 103.224 habitantes, respectivamente - possuem índices de proliferação bem menores, com 18,8 e 27,4 casos por 10 mil pessoas, também respectivamente.

Na planície goitacá há um caso confirmado para cada 532 pessoas, enquanto na cidade do Noroeste Fluminense este número é de um infectado para cada 365 habitantes. Os dados completos sobre todos os municípios da região e outras informações podem ser consultadas no nosso site: http://covid19nortenoroeste.com/


Jornal Dois Estados

Nenhum comentário:

Postar um comentário