sábado, 19 de outubro de 2019

“Dia D” de mobilização contra o sarampo em São José de Ubá


O foco são crianças com idades entre seis meses e cinco anos. Elas receberão a vacina a Tríplice Viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola. 

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), em São José de Ubá, todas as Estratégia Saúde da Família (ESF) estão com suas portas abertas desde as 7 da manhã, o ESF Antônio Moraes Filho no Morro do Pinhão irá até às 17h. as demais funcionarão até as 12.

O Prefeito Marcionilio Botelho e o Secretário de Saúde Dr Marcelo Poeys visitaram todas as unidades no período da manhã.

O secretário de saúde diz que a meta de 100% de vacinação deve ser alcançada, pois a campanha em São José de Ubá está desde o dia 1 de outubro e se estenderá até o dia 30 deste mês, onde encera a primeira etapa da campanha, É muito importante que os pais ou responsáveis levem as crianças de 6 messes de vida e menores de 5 anos, pois a prevenção ainda é o melhor remédio – Destaca Dr Marcelo Poeys, Secretário de Saúde de São José de Ubá.

A Campanha Nacional de Vacinação Contra o Sarampo é dividida em duas etapas, sendo a primeira até 25 de outubro, que é voltada para crianças de seis meses a menores de cinco anos. Já a segunda etapa será de 18 a 30 de novembro, para vacinação de jovens e adultos na faixa etária de 20 a 29 anos. O Dia D deste grupo está previsto para 30 de novembro.

Bebês menores de 1 ano que forem aos postos receber a picada continuarão precisando tomar as outras duas doses recomendadas no Calendário Nacional de Vacinação para obterem proteção prolongada contra o sarampo. Idealmente, elas devem ocorrer aos 12 e aos 15 meses de vida.


Já para menores de 6 meses, a vacina do sarampo é contraindicada. Para proteger os pequeninos, os pais devem evitar grandes aglomerações, higienizar bem os ambientes e, claro, exigir a vacinação de todo mundo que entrar em contato com eles. Ao notar sintomas suspeitos, como manchas avermelhadas, febre e coriza, vá ao médico. 


De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil acumula 13 mortes em decorrência dessa enfermidade. Sete delas — mais da metade, portanto — ocorreram em menores de 5 anos. 

Entre os óbitos, apenas um paciente estava previamente imunizado. A segunda fase da campanha começa no dia 18 de novembro e se concentra nos brasileiros de 20 a 29 anos. É um subgrupo da população com menores taxas de vacinação.



Nenhum comentário:

Postar um comentário